sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O problema é a rebimboca da parafuseta


Tema da semana: Pessoas que tiram vantagem

Se para Dai a história é com pedreiros, meu receio é sempre em relação aos carros. Desde que passou pela minha cabeça a possibilidade de dirigir e ter um carro, veio a preocupação com os inúmeros mecânicos que iriam me passar a perna.

Bom, o carro veio. Li sobre o seu funcionamento e tudo mais, mas não ajudou muito não. Quem me ajuda é o meu pai que me dá a maior orientação do mundo e que me recomendou o mecânico dele, uma pessoa de confiança. Só que mesmo essa oficina de confiança soltou propositalmente uma peça do porta-malas dele. Para quê? Para que ele voltasse lá e pedisse para verem o que estava errado. Aí já viu...

Mas ele entende do assunto e prendeu ele mesmo a peça. E o mecânico dele é de confiança. Vai vendo. E eu pergunto: como deixo meu carro nas mãos de gente assim? Gente que quer nos passar a perna? Um dia eu vou ter o meu próprio mecânico e vou ter que dar um jeito de fazer esse papo de mecância adentrar gentilmente o meu cérebro, do contrário, estou na roça, ou na mão de gente que vai querer vantagem que alguém que ignora o automóvel que tem, ou seja, eu!

Eu devia querer conhecer o meu carro porque é meu e não para que não tirem vantagem de mim. É chato ter que estar sempre alerta contra os "espertinhos" que nos espreitam por aí.

4 comentários:

Carolina disse...

É mesmo uma chatisse ter que ficar sempre atento contra os vários tipos de espertinhos... Os prestadores de serviço em geral são os que mais adoram tirar vantagem de leigos... Técnicos de informática que abusam de nossos computadores, mecânicos que abusam dos nossos carros, pedreiros que abusam da nossa paciência e todos eles juntos, abusam da nossa ingenuidade.
Um beijo, Frau! :)

Dai disse...

Uma vez levei minha moto no mecânico porque ela estava fazendo um barulho estranho. Daí ele deu partida na moto, uma aceleradinha na moto e perguntou: "é esse barulho?"

o___________________0

Fiquei tão indignada que ri. Acho que ele achou que eu tinha concordado e daí emendou:

-"Moto faz esse barulhinho mesmo....não é silenciosa de tudo, não"

Juuuuuuuuuuuuuuuuuuuuura? Pensei que a minha fosse movida a energia solar!!!!!

WTH

mas alguns mecânicos são sexys..huahauah

Ana B. disse...

Então, isso ae é dose... Meu primeiro carro foi um uno super velho, e eu vivia no mecânico.
O carro me deixava na mão a qq hr do dia ou da noite, e ae tinha q ligar pro mecâncio, e sempre tinha algo estragando...

Eu nem tinha como duvidar do cara, pq meu carro estava realmente caindo aos pedaços, ae tive que trocar.

Meu pai q teve q trocar né, pq nem ele mais sabia se o cara tava certo ou errado, e olha q meu pai até entende de carro.

Depois disso troquei o carro por minha conta uma vez, e agora já estou ensaiando a próxima troca. Sempre um popular... Mas eu não quero é ficar tão na mão dos mecânicos de novo, nem ficar na rua no meio da noite pq o carro pifou. Vamos ver se consigo administrar bem meu dinheirinho pra continuar assim...

E aidna assim, os gastos são grandes... Mas as coisas básicas que se troca no começo da vida do carro são mais fáceis de entender.

De qq forma, o mundo seria mto melhor se os mecânicos fossem sempre bonzinhos! =)

Carolina disse...

Eu lembro quando a Dai escreveu um texto no Baú sobre um mecânico estilo Malvino Salvador...Acho que ela tem uma queda por mecânicos... aí complica mais ainda. Fica mais fácil deles passarem a perna...haha