quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Não me inveje, trabalhe!

 Tema da semana: Inveja


 A inveja não é você querer o que o outro tem (isso é a cobiça), 
mas querer que ele não tenha. É essa a grande trajédia do invejoso. 
Zuenir Ventura

Encontrei essa frase jogada pela internet e nem faço ideia se é realmente de autoria do Zuenir Ventura. Suponho que, se for mesmo, seja de um livro dele chamado "Mal Secreto", que foi publicado na Coleção Plenos Pecados, da Editora Objetiva, sobre os sete pecados capitais. Faz sentido. Assim como já foi dito aqui, a inveja é o pecado que ninguém assume. Será que é o mais grave? Talvez o mais imperdoável? 

A crueldade do invejoso é indiscutível. Concordo com o Zuenir. Aquela sua prima não quer o seu vestido da ceia de natal. Ela quer derramar vinho nele. Pra que você nunca mais tenha o prazer de usá-lo. Se ela não foi capaz de comprar um modelo igual ao seu, porque teve muita falta de sorte e conseguiu ser mais gorda, porque você pode ter? Não. Esse vestido você não usa mais. O seu novo namorado não incomoda porque é lindo, rico e inteligente. Ele incomoda porque é seu, porque gosta de você. É isso que aquela sua colega do trabalho não suporta: o fato de que você tenha alguém que te goste. 

Querer ter um vestido do mesmo modelo que o da sua prima e encontrar um namorado tão bacana quanto o da sua colega não é pecado. Desde que, claro, não seja aquele cara, mas, quem sabe um amigo dele tão bonito e carinhoso quanto? E o que há demais em perguntar à prima em qual liquidação ela comprou o tal vestido e se, por acaso, não tinha um de outra cor? 

Bons exemplos, pessoas bem sucedidas e de bom gosto servem para nos abrir portas. Para nos dar a chance de conhecer pessoas melhores, fazer escolhas mais inteligentes. Ver que o outro seguiu um caminho e conseguiu o que queria é confortante e inspirador, muitas vezes. Se espelhar em alguém que deu certo é um ótimo caminho para começar acertando.


2 comentários:

Elaine disse...

Ótimo, Carol! Inspiradora a sua conclusão!

Ana B2 disse...

E eu achei cobiça feio também. Ai gt, assim fica difícil, iauahauahua

Que medo dessa prima aí, acho q n tenho primas assim, ou se tenho, sao as com quem n tenho contato.

Gostei do que vc disse, de olhar as pessoas como bons exemplos, como um padrão do ideal que queremos perseguir, seja para termos mais bom gosto, seja para sermos mais esforçados... Enfim, para nos inspirarmos! =)