quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Eles não envelhecem

Por que se chamavam homens
Também se chamavam sonhos
E sonhos não envelhecem
Clube da Esquina Nº2 - Lô Borges

Sem dúvida, é essa a energia principal. Aquilo que me motiva, que me impulsiona, que me encoraja. Os sonhos são o que nos faz viver. Há quem sonhe muito, viva "no mundo da lua", assim como eu. Há quem tenha poucos e objetivos sonhos. Há quem os esconda. E há quem os perca de vista, de tão grandes ou distantes que possam ser. Mas não importa o tamanho, não importa a distância e muito menos quais são os nossos sonhos. O que importa é que eles são o que temos de mais valioso. O valor de um sonho pode ser o valor de uma vida.

Eu acredito que serei feliz enquanto  puder sonhar. E me sentirei viva enquanto puder acreditar nos meus sonhos. E acreditar nos meus sonhos significa acreditar que sou capaz de realizar. E acreditar nas minhas realizações significa que sou capaz de viver. É um ciclo. 

E basta contar compasso
E basta contar consigo
Que a chama não tem pavio



3 comentários:

Dai disse...

Ter consciência desse ciclo é lindo, Carol. ^^

Eu gostei com o Samuel Rosa.

Texto bonito =)

beijo

Elaine disse...

Oi Carol, mais um doce texto! Muito bom!

Abraço.

Ana B. disse...

Eu não sou exatamente uma entusiasta dos sonhos... mas creio que se sonhados com cautela, eles nos levam a bons lugares e nos fazem passar por boas experiências! =)