domingo, 13 de novembro de 2011

Sobre as minhas escolhas.



Tema da semana: "Escolher um incidente e desprezar outro é um modo de inventar a própria vida".

As vezes eu escolho lembrar de cada sofrimento, as vezes eu escolho lembrar de cada sorriso. As vezes eu escolho acordar e visitar túmulos, as vezes eu escolho acordar e esquecer os mortos. As vezes eu esqueço as saudades, eu esqueço os carinhos e não quero que meus olhos brilhem lembrando as coisas que eu não vou ter mais. As vezes eu sinto as saudades e deixo meus olhos brilharem, ainda que eu saiba que é um brilho provocado mais pelo passado do que pelo presente. As vezes eu escolho ouvir uma criança e receber todo o carinho que ela tem pra me oferecer. As vezes eu escolho me irritar com o choro e deixar a criança por conta de quem a colocou no mundo. As vezes eu escolho tomar os remédios e cuidar de cada problema, mas as vezes eu escolho esquecer os remédios e encontrar uma forma de aumentar os problemas...  De qualquer forma, eu sempre escolho. Mesmo que a escolha seja me abster de escolher...

4 comentários:

Alline disse...

É sempre bom lembrarmos disso: pro bem e pro mal, as escolhas são nossas.

Ô, Ana, saudades!!!!
BeijoBeijo!

renatocinema disse...

O importante é sempre lutar pela escolha. Sempre.

Carolina disse...

É isso aí. :)

Elaine disse...

Poético! Gostei. :)

Abraço, Ana.