terça-feira, 15 de novembro de 2011

Nem tudo conta!

Tema da semana: escolher um incidente e desprezar outro é um modo de inventar a própria vida.


Ao ler o tema, chamou-me a atenção o “inventar a própria vida”, isso fez eu me lembrar de uma amiga que se lhe perguntam “como vai?” ela responde com um “tudo bem, se eu não tiver que contar os detalhes”.

Então, me diz aí, na resposta dela, não, não está tudo bem porque existem detalhes ignorados? Ou sim, está tudo bem porque o ignorado é só detalhe? Hã?! 

Percebe como essa questão de priorizar ou desprezar algo é extremamente pessoal e circunstancial?! Talvez sua resposta de hoje não seja a que você teria dado semana passada, ou sua resposta de hoje não se mantenha até sua próxima crise, enfim.

Seja como for, assim como minha amiga, alguns preferem sempre destacar o que lhes deixam mais confortáveis, o que não significa necessariamente que ao desprezarem determinada situação ela deixe de existir, isso é fato. Mas se está nas mãos de quem conta (vive) um "conto" aumentar um ponto, é possível diminuir também, ué!


2 comentários:

renatocinema disse...

Contos, prozas, romances.

Nada pode ou deveria ser mais vivido para o ser humano.

Eu, humildemente, acredito nisso.

Carolina disse...

Concordo com vc, Elaine! Há várias perspectivas. E é a gente quem escolhe, talvez não diretamente, o que "contar".