quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Parece mas não é

Tema da semana: Perto e distante, Tiê


Mesmo que às vezes seja chato parecer ser o que não é, gosto de brincar com esses rótulos. Tem coisas na gente que qualquer um é capaz de reconhecer, não importa se de perto, ou distante.

- Você é tão meiguinha!

Mas talvez pouca gente ou quase nenhuma consiga se aproximar a ponto de enxergar além. Pouca gente é capaz de entender de nós, aquilo que passa despercebido a nós mesmos. E algumas outras poucas sabem muito bem quando estamos usando um disfarce.

- Você não é mal-humorada!

O engraçado é quando alguém consegue acertar logo aquela máscara que você usa só de vez em quando e com bastante delicadeza, pra que tudo - até mesmo você - se torne invisível. Surpreender-se com descobertas a nosso respeito pode ser bom. Eu gosto das pessoas que conseguem me ver de longe e me enxergar de perto. Mas eu adoro fazer com que imaginem que estão diante de uma miragem.






2 comentários:

Dai disse...

Eu sou meio míope, mesmo. Então gosto de enfiar o meu nariz pra enxergar melhor. Mas eu catalogo as pessoas mesmo, é minha maneira de lidar com elas, mas sou capaz de ir mudar meus conceitos rapidamente.

=*

Mari disse...

Às vezes não enxergar as pessoas por completo logo de cara é o que as deixa mais interessantes. Sempre tem algo novo pra descobrir.