quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Não!

Não, não sou Amélia. Não sou Hebe, não sou Gretchen, nem Glória Kalil, nem Victória Beckham. Não, não sou nenhuma outra, nem sombra de ninguém. Sou eco de muitas vozes femininas  (e masculinas também), mas o eco ilusoriamente reproduz, ele sempre ecoa de novo o novo de novo.
Não sou fruta alguma, dispenso melancias, peras e maças, já não sou a mulher objeto, sou a mulher sujeito que tem flexibilidade o bastante para mudar, não só a oração, mas a reza, a liturgia, o conto e o vigário. Estou pronta a ser núcleo, complemento e até passiva - agente da passiva, claro.
Não, não gosto de mimimis. Não gosto de barganha. Não gosto de usar o decote como argumento. Gosto menos ainda de usar o choro como argumento. O melhor de mim encontra-se do pescoço pra cima (graças!!!), e, exatamente por isso, gosto de dar ao melhor de mim um bom suporte. Não sou conivente com o desleixo.
Não suporto homens fracos, molengas, descuidados, falastrões, canastrões. Não, não me faz falta. Não preciso de ninguém pra me completar: estou cheia até a tampa. Quero alguém que me transborde, isso sim. Mulheres rasas, carentes³²²³ e à espera de príncipes me irritam, mas torço para que encontrem, cada uma tem o tédio que merece.
As pessoas mudam. Eu mudo, tu mudas, e se regadas, florescemos. Mudanças não devem ser feitas por medo de perder ou insegurança, mudanças devem ser feitas por causa da mudança de clima, só.
Não, não serei reconhecida pelo que levei os outros a fazerem, nem pelo que fui levada a fazer por causa dos outros. Quero ser reconhecida pelo que fiz - apesar de.


3 comentários:

Lucão disse...

;)
essa eu conheço e sei até um pouco sobre o que qr ser.
:P


Gostei dum tanto que nem cabe num tanto.

Daniel Savio disse...

Cada pessoa é única, o problema que tentamos padronizar todos e a tudo para criamos uma idéia de mais forte de sociedade...

Fique com Deus, menina Dai.
Um abraço.

MARIANA disse...

Muito bom Dai!Agumas mulheres têm que parar de pensar que dependem de um homem pra ser feliz!Felicidade tá na gente! =)
Beijos,
Mari 2