quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Gula, te quiero mucho


                                                

Corre a boca grande que gula é comer por prazer e somente por ele. Oh wait...e desde quando comer não é um prazer? Só não sabe que comer é um prazer quem nunca tentou fazer uma dieta de 600 calorias e depois teve o ENORME prazer de quebrar a dieta com um pedaço de pizza (ou uma pizza inteira =x).

Eu sei que as pessoas consideram gula um pecado, deve ser o maior deles, inclusive; porque as pessoas não podem ver um gordo que já torcem o nariz pensando: esse infeliz deveria tomar vergonha na cara e emagrecer (bom, é verdade, se fossem mais religiosas falariam que a pessoa deveria buscar a santidade e emagrecer).

Só que as pessoas comem. Comem e não é pouco, uma vez que só o que jogam no lixo de “resto” de comida daria para alimentar 19 milhões de pessoas, segunda a Super.

O gordo, pecador por excelência da gula, é visto com maus olhos, já a gula é bem cultivada nos lares. Desde cedo soca-se comida nas crianças mesmo quando elas recusam e ensinam que tem que comer muito para ser forte e crescer bonito, quando a criança chega aos seus 9 anos cheia de dobrinhas, fala-se para ele comer pouco para crescer forte e bonito. Os fast-foods estão lotados e cada vez com lanches maiores que acompanham quase um litro de refrigerante e uma batata extragrande.

E tem até pasta de dente de bacon. E tem os enlatados. E tem a lasanha que serve para 2 a 4 pessoas e você come sozinho. Sim, eu sei que você já apostou quem conseguia comer mais pedaços de pizza num rodízio. Eu estou fazendo dieta. Mas é só por fora. Dentro de mim há uma gorda que deseja um pernil inteiro todos os dias.

                           

2 comentários:

renatocinema disse...

Se alimentar, seja por gula ou por prazer, faz um bem danado.

Ao meu coração e a minha alma.

Carolina disse...

Eu adoro esse pecado! Sou gulosa mesmo!! Só de ver essa mesa maravilhosa aí me dá fome.

Um pernil inteiro? Ai, que delícia!!