sexta-feira, 10 de junho de 2011

Sorte sua!

- Foi pura sorte! - me disseram mais de uma vez.

Eu não acredito em sorte. Nem no acaso. Acredito que haja uma razão para tudo na vida, ainda que muitas vezes a gente não entenda o porquê das coisas e do mundo. Nem sempre estamos prontos para entender e nem sempre merecemos. E é nisso que acredito: em merecimento.
Acredito que a gente mereça tudo o que tenha em nossa vida - mesmo quando parece que somos injustiçados e enfrentamos situações terríveis. Todas as coisas que acontecem em nosso caminho tem um motivo e podem ser com maior ou menos facilidade convertidas em oportunidades de aprendizado.

Para cada ação, existe uma reação - já dizia o velho manual de física. E com a vida não é diferente. Para todas as nossas ações e palavras, haverá ações e palavras que a nós retornarão. Nada fica de graça, nada se perde no vento. Tudo aquilo o que eu semear, terei que colher.

É fácil atribuir o que dá certo à sorte e o que dá errado ao azar: ficamos eximidos de quaisquer responsabilidades - de novo - e perdermos as chances que a vida nos dá.

Por isso, sempre que alguém me diz:

- Foi sorte sua!

sorrio amareladamente e penso comigo: para o bem ou para o mal, mereço o que tenho para mim.

2 comentários:

disse...

eu costumo comentar que estudei muita estatística pra acreditar nestas coisas :P

Elaine disse...

Interessante! Pelo que entendi vc assume a sorte ou falta dela como uma lição pré-estabelecida...