sexta-feira, 24 de junho de 2011

Peguei!

Tema: Datas e feriados comemorativos/regionais

Sou suspeita para falar de Festas Juninas, pois sou apaixonada por elas desde muito pequena. E a tristeza era sempre mesma: não ser a noiva ds quadrilha. Meu negócio não é nem nunca foi casamento, mas eu teria dado o meu reino para ser a noivinha da quadrilha da escola - pelo menos uma vez.

Superei a fase da noivinha - naturalmente - e minhas obsessões de festa junina se tornaram pastel e pescaria. Trabalho em festa juninas desde 2006, sempre na barraca da pescaria e me encanto com o encanto das crianças. Sejam os peixes de plásticos na piscina plástica, sejam os peixes metálicos no tanque gigante de areia, as crianças querem pegá-los o quanto antes. Os brindes, em sua maioria quinquilharias, pouco importam: a graça está em levantar o peixe nunca-vivo no ar:

- PEGUEI!

Não, o peixe não vai se debater, na tentativa de lutar por sua vida nem vai render uma boa refeição. Mas isso não torna a brincadeira menos encantadora. Em mais de um ano, as prendas tinham acabado, mas as crianças pediam para pescar os peixes mesmo assim. Acho que concordam comigo.

2 comentários:

Elaine disse...

Tbm adoro essa pescaria!

Abraço, Frau!

Dai disse...

Eu adorava pescaria, mas sempre fui muito tímida, morria de medo de não conseguir pescar e por isso, muitas vezes, preferi não brincar. Até hoje o meu maior medo é esse: passar vergonha.

Eu só não ligo de passar a vergonha voluntária...rs

beijo