quarta-feira, 1 de junho de 2011

Manifesto da Gordura*

Tema: Esportes/Exercícios/Bem-estar

Não, não me fale de exercícios. Não me fale de verduras, legumes e frutas. Abaixo toda restrição calórica. Viva as massas, os sorvetes e doces. Prefiro as frituras: uma porção de bolinha de queijo frita, por favor. Viva o exagero e a falta de controle. Viva o sedentarismo, o controle remoto e a plataforma vibratória. Deus abençoe os donos das lojas EXGG. Deem passe livre à gordura e à celulite. Perdoem as estrias. Liberem a falta de fôlego que eu quero mais um petit gateau.

Meu filme preferido é A fábrica de Chocolate. Sinto-me a personagem principal do filme O Amor é Cego. Esqueçam-me por hoje que quero nadar numa piscina de marshmallow.

Destruam as academias e os professores da aula de axé. Rasguem todos os jumps. Joguem na fogueira quem inventou a caminhada na pracinha e elejam rei a quem inventou a pipoca com manteiga. Um milhão de dólares aos homens que preferem as “cheiinhas”.

Não me fale em saúde, nem em triglicérides, colesterol e diabetes. Não mencione a redução de estômago nem cirurgia do intestino.  Abandonem a esteticista e o cirurgião plástico. Deixem-me quieta que eu quero curtir meu sobrepeso.




*manifesto caloroso sobre a chatice que atualmente se instaurou na sociedade. As pessoas falam em emagrecer pela saúde, mas o que motiva a maioria é a estética. Lembro-me um episódio do seriado House em que a paciente era uma ex-gorda que ensinava outros a emagrecerem e dizia que era pela saúde, mas quando ela ficou doente e a solução era tomar algo que a engordaria novamente, ela preferiu ficar doente. A obesidade é um problema de saúde pública, mas é também um problema de saúde mental – do gordo e dos outros.

Assinado: uma gordinha

14 comentários:

Samuel disse...

Nossa mundo perfeito, to dentro...
Desce dois de tudo que vc disse, só não precisa dos itens do começo, prefiro fazer minha bondade com a natureza e deixá-los para os animais do segundo nível da cadeia alimentar, rsrsrs
Indentificação total!!!

Carolina disse...

:D

Também acho que no fundo, a preocupação das pessoas é bem maior com a estética do que com a saúde. E acho que bem-estar não é so ter um corpo perfeito, mas aproveitar os prazeres da vida. E pra mim, comer é um enorme prazer!

Enfim... amanhã eu continuo!
Beijos!

disse...

Massa.
Já posso passar aí pra gente ir pro rodízio? :D

Dai disse...

Zé,

você chega em quanto tempo?

:P

beijo!

isa disse...

Nem mais:a maior parte das pessoas
pensam na estética,mais que na saúde
Beijo.
isa.

isa disse...

Perdão:
A maior parte "pensa".
E ñ "pensam".
Beijo.
isa.

Francis J. Leech disse...

A gente sempre foi livre pra fazer isso tudo, o foda é arcar com as conseqüências depois.

no pain, no gain, sweetie.

assinado: outro gordo.

Alline disse...

Adoro academia e chocolate. Não deixo nem um nem outro. ;)

Dai disse...

Alline,

sabia que eu estava esperando seu comentário? Eu super sabia que vc arrasa na academia!

Mas é só pra chocar, na vida tem que ter equilibrio...rs

beijo

nan disse...

uahsduhdas impagável, mas meu manifesto seria ainda maior...rs

Todos os meus exames estão ótimos... joguei recentemente vôlei com meus alunos e estava melhor que muitos deles em quadra... infelizmente tenho hipotireodismo que dificulta mais ainda regimes... cansei disso td... foda-se... se a saúde que importa, ela está OK, e aí???

Dai disse...

Nan,

é exatamente esse o ponto!!! A pessoa ser saudável e o que importa, mas tenho certeza que muita gente olha pra uma pessoa gorda e fica pensando: "como ele ousa sair todo gordo por assim na rua"...rs

Obrigada pela visita!!!

beijo

Atitude do pensar disse...

Já falei e repito: Detesto clima de academia, musculação. Só consigo praticar exercício por pazer, como o kikcing box (o que faço), natação, dança e corrida na rua (nada de quadrado-paredes), mas me precocupo com visual. Por que não unir, estética e qualidade de vida? Depois que consegui manter uma rotina disciplinada de treinos, descobri que até meu humor melhora, portanto, hoje em dia, quando estou triste sei que ao sair do box estarei melhor...

Ana B. disse...

Esse post ficou ótimo...

pena que não posso levá-lo ao pé da letra.

Acho que o importante é o equilíbrio, mas é meio hipócrita falar assim, alguém aí conhece algum ser humano equilibrado?

Frau Forster disse...

Bárbaro post, Dai! Será devidamente citado no meu post de sexta ;)