segunda-feira, 6 de junho de 2011

Sorte pra quem?


                Tema: o que é sorte e onde encontrá-la

A sorte é uma palavra que dá margem a várias interpretações. Cada pessoa tem uma visão sobre o que é sorte e em que situações ela ocorre. Vou dar alguns exemplos em que já escutei falarem sobre a sorte, ou a falta dela, e que divergem do meu ponto de vista sobre o assunto:


- “Que sortuda! O pai dela é rico e ela vai herdar sua empresa!” – pra mim isso não é sorte, é esforço e trabalho do pai. E infelizmente, em muitos casos, isso faz com que a pessoa “sortuda” não perceba a oportunidade que lhe será dada; que isso seja algo tão normal para ela, que acabe tratando com desdenho e não se esforce para conseguir manter o negócio que herdou. Em alguns casos, essa “sorte” pode até destruir alguns sonhos, já que a pessoa pode querer seguir outra carreira, além da carreira escolhida pelo pai, mas seja pressionada a aceitar o que lhe é oferecido. Nessa situação, não consigo enxergar a sorte dessa pessoa.

- “Que azar, ela está com uma doença grave!” – adoecer pra mim não é uma questão de falta de sorte. Todos estão sujeitos a isso, é uma coisa do nosso organismo; e dependendo de como tratamos o nosso corpo, a probabilidade de adoecermos ou não aumenta ou diminui, mas não desaparece. E por que não pensar que essa doença veio no lugar de outra pior que poderia vir? Por que não pensar que ela pode ter vindo como “aviso” do seu corpo para que se cuide melhor? Por que não acreditar que ficamos doentes para nos curar e nos fortalecer? Dessa maneira, adoecer não me parece falta de sorte.


Em minha opinião, a sorte é aquilo que vem sem sabermos exatamente o porquê, e que é algo muito bom. A única coisa que consigo pensar em que poderiam chamar de sorte é a família. Como dizem, “família não se escolhe”. Já nascemos com a nossa família escolhida. Já nascemos com a capacidade de amar todas essas pessoas sem esperar retorno. Quer sorte maior do que essa? Mas na verdade, a sorte pra mim tem outro nome: Deus.
               

3 comentários:

Ana B. disse...

Já ouvi falar que n existe sorte ou azar, que existe a vontade de Deus

Já ouvi falar que td é uma questão de perspectiva

Sei lá...

concordo com o primeiro exemplo q vc citou... já qto ao segundo, é mto mais complexo, não que eu vá falar que as pessoas são azaradas qdo são acometidas por alguma doença, mas eu entendo perfeitamente qq doente que n encare dessa forma, que veja como azar

o fato é que tudo é uma questão de perspectiva... o primeiro exemplo que vc citou é assim, tem seu lado de sorte e seu lado de azar....

Mari disse...

Sim, jamais pensei em julgar alguém que tenha uma doença e a encare como azar. Digo isso como uma pessoa totalmente externa a essa situação.

Dai disse...

Mari,

gostei tanto do seu texto. É um ponto de vista equilibrado.

Eu, particularme, relativizo tudo, até erros, como você sabe. Acho que tudo depende de um ponto de vista e "sorte e azar" assim como "certo e errado" só é um consenso da maioria.

=*