sexta-feira, 22 de junho de 2012

Relatividade


 O mesmo relativismo que propõe uma vida menos radical e absoluta também poder acabar enfraquecendo coisas sérias.

Os meus sentimentos são relativos. O que isso quer dizer? Que não é preciso ser tentar ser coerente? Que eu mudo tudo de cena de acordo com situação? Isso não é ser versátil - então é ser o quê?

Posso relativizar as coisas e tornar meus fardos menos pesados. E se eles ficarem leves demais? Aí eu não carrego os fardos, mas também não carrego as minhas verdades - aquela meia dúzia essencial na vida de qualquer ser humano.

2 comentários:

renatocinema disse...

Verdade? O que é a verdade? kkk. Tudo é relativo.

Carolina disse...

E essa meia dúzia pode sofrer algumas alterações às vezes né?