sexta-feira, 15 de junho de 2012

Prêmio de melhor protagonista?

Tema: Protagonismo

Foi. Foi o tempo em que me fiz figurante em minha própria história. Nem figurante: simplesmente um insignificante adereço de qualquer coisa na peça da vida de alguém. Qualquer gosto. Qualquer cheiro. Qualquer forma. Qualquer coisa.

Todas as luzes sobre um outro que não tinha nem obrigação nem pretensão de me acompanhar. E eu mantendo todas as luzes nele, sem jamais deixá-lo na escuridão. E o meu caminho e o meu passo?

Porque se eu não for protagonista da minha própria história e senhora da minha própria vontade, quem vai iluminar meu caminho?

Depois disso, apenas os vagalumes e minha fé em mim.

3 comentários:

Bixudipé disse...

Vaga, Vaga-lume, vague pela vida e mostre sua luz!

Abração,
Rodrigo Davel

Nara disse...

Você entendi das 'parada'.

Beijo

Carolina disse...

Vaga-lume é lindo! Simbora!