quarta-feira, 26 de maio de 2010

VIRA, VIRA, VIRA HOMEM; VIRA, VIRA LOBISOMEM

De acordo com a Wikipedia (bíblia de todos os internautas, rs) o termo “metrosexual” se refere ao homem metropolitano que, à partir dos anos 2000, foi definido como aquele que tem uma forte ligação com sua aparência e estilo de vida, podendo muitas vezes estar associado à atributos tipicamente homossexuais.

Bem, se foi a Wikipédia que disse, eu não discuto. Porém, como sou uma mocinha de quase 30 e pude desfrutar com a porra louquice e irreverência dos famigerados anos 80 posso afirmar, por assim dizer, que convivi com os típicos Neandertais, se comparados aos homens da atualidade.

Um exemplo? Meu pai não se depilava (não se depila ainda hoje!). E tenho certeza que acha extremamente gay aqueles que se submetem a tal procedimento tão tipicamente feminino. Meu primeiro namorado (nos meus remotos dezesseis anos) não se depilava. E agora é até engraçado lembrar que, depois de longos anos de namoro, término e rumo a novas aventuras, me deparei com uma virilha masculina depilada! E, para minha surpresa, algumas não tinham pelo algum!

Lembro de ter pensado: - nossa, parei no tempo. Os homens se depilam. Ahahaha

E as coisas continuaram a acontecer. Namorados anteriores usavam brincos, bonezinhos, colarzinhos, anéis e depilavam as costas e, confesso, apesar de dar um estilo legal e até atraente, no começo achei tudo aquilo meio boiola.

Por favor, me entendam. É que para uma garota que têm um pai bem estilo Tony Ramos e que namorou um homem, por longos anos, que vivia meio à parte do estilo metropolitan de ser, tudo aquilo me soou meio estranho.

Revelo, não fui só eu. As minhas tias e minha mãe olhavam com desconfiança aquele bonezinho, brinquinho, anelzinho. – Meio afeminado, né? – diziam. E o que dizer do gel, topete, cabelo cortado moicano. Não é estilo demais? Pelo menos é o que para elas pareciam ser.

Bom... gay ou não, confesso que na hora H eles não me mostravam nenhum resquício de falta de hombridade.

Hoje, o meu atual passa creme nas pernas e limpa o rosto com toalhas umedecidas. E sabe... já estou até achando isso bastante atraente. Acho que o meu pai só pediu um creme hidratante para minha mãe, quando trabalhou com serviços de pedreiro e ficou com as mãos ásperas. Usar creme hidratante diariamente? Nunca!

Bom, a coisa se propagou. Minha irmã diz que meu cunhado tem toda uma linha de produtos comésticos dignos de competir com os dela. E quer saber... acho tudo isso muito bom. O homem está tendo mais estilo, gostando mais de si e de seu corpo, e com certeza, se tornando muito mais atraente para nós. Quem não gosta de um homem cheirosinho?

Resta às mulheres evoluírem de sua mentalidade neandertal para aceitarem esse lado mais feminino dos homens. Eu já estou nesse processo evolutivo, rumo a uma mulher tipicamente metropolitana.

Beijos hidratantes, Tati Mitleton

5 comentários:

Ana B. disse...

acho justo um homem se depilar... afinal... é um ritual sofrido, eles merecem uahahaha

qto aos hidratantes... tanto faz... mas o protetor solar é obrigatório
homem com bronzeado de pedreiro ng merece
kkkkk

Daniel Savio disse...

Algo complexo, pois um homem se cuidar faz bem para o ego do próprio, mas quando aos dois só resta conversar de cosméticos algo vai mal...

Fique com Deus, menina Tati.
Um abraço.

Alline disse...

Confesso que eu prefiro com pelos... não como Tony Ramos, mas... rsrs... vaidade é bacana para ambos os sexos, e para ambos deixa de ser saudável quando é excessiva (e obssessiva).

Beeeeeeijo

Nara disse...

Eu gosto de homem que se cuida, que passa creme, arruma o cabelo (mas gel não pelo amor de Deus!)e que é cheiroso.

Mas não sei, pode ser besteira minha, preconceito meu, mas eu gosto de homem barbudo, homem com cara de homem, sabe? Que faz coisa de homem.

E eu não quero dividir meus cremes u.u

Sou suspeita.Sou chata também XD

Beijo,
Nara

Dai disse...

Tati,

Escrevi sobre o tema ontem, eu ainda não virei uma mulher moderna...hihihi

Acho que aparar os pelos é preciso, depilar as costas: ok. Passar creme, aí vai. Mas afinar sobrancelha? Fazer arqueadinha? Aí eu acho feio, e demais! Acho que é o excesso que me irrita. Não gosto.

beijos