quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Medida do Bonfim

Tem horas que a gente perde a fé. A fé nas pessoas, nos ideiais e de que tudo pode dar certo. Tem horas que a gente não acredita na lei da semeadura, há muitas pessoas espalhadas por aí colhendo um montão de coisas boas que outros plantaram. Tem horas que a gente não quer sonhos de um futuro bom. A gente só quer um quadro branco para poder desenhar.

De vez em quando é bom perder a fé, só olhar pra cima muitas vezes nos faz perder os próprios passos. Não se dar conta deles ou achar que quem os guia não somos nós. A esperança muitas vezes nos faz confabular sobre probabilidades, idealizações. Não, o hoje é agora. De vez em quando é bom perder a fé. A gente engole o choro e assume que ou se agarra a vida nos dentes ou se perde.


3 comentários:

Carolina disse...

Melhor é ter fé na gente. No que a gente quer, no que a gente pode. Não perder totalmente a fé, mas confiá-la nas nossas ações.
Olhar muito pra cima pode mesmo nos fazer perder os próprios passos. Mas não chegamos a lugar nenhum se não acreditarmos.

:)

Dai disse...

Carol,

eu acho que, no fim, a gente está falando a mesma coisa.

=*

Elaine disse...

Gostei: "só olhar pra cima nos faz perder os passos"!