quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Encarando bichos-papões

Tema da semana: Favor, não alimentar os medos.



Não alimenta o medo não porque se não o bicho cresce e come você. Eu tenho medo de montanha-russa e brinquedos semelhantes, não tenho que lidar com ele porque não é todo os dias que você vai a um parque, mas fora isso, não alimento e nem deixo meus medos quietos. Não há neutralidade para mim em relação a isso porque para mim cedo ou tarde a gente vai ter que olhar embaixo da cama para ver se o monstro está lá. Que seja por opção nossa, que seja o quanto antes.

Eu gosto de me entender, de me fuçar, de procurar o porquê das coisas em mim e o medo diz muito ao mesmo respeito e é por isso que gosto de lidar com ele, porque quando você encara o medo, percebe que na maioria das vezes é o boicote disfarçado. 

A gente pode e deve ir mais além e é por isso que a gente tem que fazer o medo de bobo, feche a cara, vista sua roupa de corajosa e caia no mundo.

Um comentário:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Daiany, linda a sua postagem. Gostei muito do trecho:

"porque para mim cedo ou tarde a gente vai ter que olhar embaixo da cama para ver se o monstro está lá."

Tem muito que vestir a roupa de corajosa e cair no mundo, mesmo.
Bjs
Manoel