segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Pequenas ações pensando no futuro

Há alguns dias estava lendo minha Super Interessante, quando vi uma reportagem sobre como seria o mundo se pudéssemos viver para sempre (sim, se existisse uma pílula da vida eterna!). Nessa reportagem dizia que “... com o acréscimo dos imortais, o desastre ecológico será inevitável. Mas a ameaça pode ser boa. Se todo mundo estiver vivo quando o planeta entrar em colapso - ou seja, quando o futuro distante se tornar realidade -, é possível que a consciência ambiental e a preservação do planeta sejam levados a sério”. Mas, será que só quando estivermos perto desse futuro distante é que nós devemos nos importar e levar a sério a preservação da natureza? Hoje vemos muitas pessoas preocupadas como futuro do planeta e de seus filhos, netos, bisnetos... Porém grande parte ainda age como “ah, quando isso acontecer, eu já estarei morto mesmo então deixa pra lá”. O certo é pensar que a ação de cada um faz a diferença como um todo e que já estamos sentindo os efeitos dos abusos e desgastes excessivos no meio ambiente. Furacões, tempestades fora de época, fortes oscilações na temperatura de vários pontos no mundo, aquecimento global, inundações, entre outros, são eventos e notícias que presenciamos com cada vez mais freqüência. Você não precisa radicalizar e fazer loucuras para preservar o planeta, mas pode começar aos poucos a se adaptar a uma vida mais auto-suficiente e com menos desperdícios. Você sabia que ao deixar uma torneira aberta por um minuto, você está gastando de 12 a 20 litros de água? Então, podemos começar fechando a torneira enquanto escovamos os dentes ou lavamos a louça, fechando o chuveiro enquanto lavamos os cabelos e nos ensaboamos (principalmente para as meninas com longas madeixas!), desligando a luz ao sair de um cômodo, etc. Economizando assim, água e energia elétrica.
E, você sabia que sacolas de plástico (aquelas de supermercado) levam 300 anos para se decompor, não são biodegradáveis e poluem as águas podendo prejudicar animais aquáticos? Então, que tal substituí-las por sacolas estilosas feitas de pano, ou aquelas de papel reciclado? Podemos pensar também em instalar o uso de energia solar em casa, separar o lixo para reciclagem, utilizar papel reciclado, utilizar transporte público uma vez ou outra para diminuir a liberação de monóxido de carbono...
São pequenos gestos que somados podem fazer a diferença no futuro. Assim, nossos descendentes não precisarão agir de forma extrema para
preservar a natureza e o planeta.

4 comentários:

Daniel Savio disse...

Pequenas coisas para deixar um grande futuro para a próxima geração...

Fique com Deus, menina Chen.
Um abraço.

Surica disse...

Eu separo o lixo o//

Acho que se as pessoas fossem imortais muito provavelmente as pessoas poluiriam menos pois elas teriam consciencia mais evoluidas
O grande problema é que as pessoas nunca acreditam que os pequenos gestos que elas fazem tenham algum valor
Tem gente que acha que se só ela sujar não tem problema, pena que muita gente pensa assim
Tem gente que acha que deixar de gastar menos energia não vai fazer diferença nenhuma, MAS FAZ!

Mas com ctz o mundo seria um caos se descobrissem uma pilula de imortalidade xD~

Bjosss2

Ana B. disse...

começar pelo micro antes de partir para o macro

x)

Chen disse...

Daniel,
Sim é importante pensar em como nossos filhos e netos vão viver daqui a alguns anos.
Beijos!
______________________

Surica,
Ahh separar o lixo é muito importante, e grande parte do problema é esse mesmo, achar que sua ação não faz a diferença, mas com certeza faz!
Beijos!
______________________

Ana,
Sim sim, porque as pequenas coisas também fazem a diferença ;D
Beijos!