terça-feira, 10 de agosto de 2010

Alimentação Variada

Eu sei que a alimentação tem vários significados: sobrevivência, saúde, nutrição, beleza, doença, fome, alegria, descobertas, sentidos e por aí vai! Mas, o que acho interessante é que a maior parte das pessoas adapta o paladar a determinado tipo de alimento e não varia o cardápio da maneira como poderia (ou até deveria). Tem gente que se prende aos fast foods, há pessoas que comem pão de queijo todos os dias, tem os fanáticos por pizza, aqueles que só comem comida light (e não conseguem dosar o apetite para quantias menores e saudáveis de gorduras e carboidratos). Há quem coma “arroz, feijão e carne” todo santo dia e nem sequer imagina em experimentar um temperozinho diferente para criar aquela novidade. Nesse sentido, tem até aqueles regimes que favorecem o “monopaladar”: regime da sopa, regime da fruta, regime da batata, regime dos artistas (não, eles não são o prato principal!), tem até regime da lua!

E, cá entre nós, todos sabemos que a alimentação variada favorece a saúde. Além disso, quando se fala em criatividade, poucas pessoas pensam: “Sou criativa, pois busco sempre comer comidas diferentes!”. Aliar a criatividade diária à economia (comprando-se alimentos em quantidades menores e maior variabilidade) pode te fazer um grande bem (ao bolso, à pele e ao coração)! A utilização de sobras de alimentos para o preparo de outros pratos já é comum em sites e livros de receitas.

Listo aqui algumas ideias e peço a contribuição dos leitores para novas receitas:

- geléia doce feita com a casca da banana (eu adoro!),

- gelatina com pedaços de frutas,

- iogurte com pedacinhos de banana e maçã picadas (é fácil de fazer, uma delícia e vale um bom café da manhã. para quem não tem o hábito de comer frutas é uma beleza porque o iogurte disfarça o gosto das frutas),

- queijo branco em receitas e lanches (a maioria das pessoas vai direto comprar mussarela),

- talos de verduras podem virar ótimas tortas e deixam o arroz bem colorido,

- tortas e lasanhas de berinjela (substitui a massa e quase não se sente o gosto),

- cupim assado (carne fácil de fazer, apetitosa, pode ser feita com mais ou menos gordura),

- peixes assados (quer coisa mais fácil? Você coloca o peixe aberto no forno, é só adicionar sal ou tempero em cima e fica uma delícia! Comprando o peixe limpo é melhor ainda e, se souber comprar, é barato),

- macarrão (para as horas de correria, rs),

- pipoca (ou você só come quando vai ao cinema?),

- comida japonesa se faz em casa (é terapêutico e bem mais barato do que nos restaurantes),

- petit gateau (aquele bolinho com a calda dentro nem é tão complicado e custa caro que é uma tristeza),

- suco congelado (pode se transformar em refrescantes delícias no calor! Ou vai me dizer que nunca chupou gelinho?),

A proposta é: vamos inovar no cardápio? O que você sugere?

4 comentários:

Alline disse...

Sugiro
- Toddy com Nescafé (e leite),
- banana assada com queijo branco,
- pirão d'água com tainha,
- almôndega no pão de trigo.

Ai, deu fome agora! rsrs

edna disse...

Hummm, são tantas gostosuras,geleia de morango com bolachinhas de agua e sal,uma torta com recheio de frutas frescas,substitua a massa por bolacha champagne,no iogurte com frutas pode acrescentar nozes ou castanhas moidas alimenta e é uma delicia, panquecas..uaauu!!!!!

Daniel Savio disse...

Realmente boa lista de tentações, mas sabe, os nosso avós comiam tudo com banha de porco (pelo menos os que moravam no interior), mas tinha uma vida mais sausadavel que a nossa devido a quantidade de exercicios que faziam...

Então o segredo é alinhar a alimentação variada com exercicios dosados.

Fique com Deus, menina Geisa.
Um abraço.

Geisa disse...

Alline,
Adoro essas opções que você indicou. Só ainda não experimentei pirão d'água com tainha, mas fica a indicação!! Vou tentar!!

Edna, que delícia suas opções!!! Hum, deu fome!!!

Daniel, sabe, eu também acho que tem que combinar com exercícios físicos!! Um dia eu aprendo, rsrs!!!